Conheça toda a beleza do Deserto do Saara – Fotos incríveis

Conheça toda a beleza do Deserto do Saara – Fotos incríveis
5 (100%) 3 votes

O deserto do Saara é um mundo de areia, inóspito e secreto, não apenas pelos seus mistérios, mas pela sua grandiosidade agressiva: de todas as maravilhas do continente africano.  Conhecer toda a beleza  do Deserto do Saara é ter a experiência dos extremos, porém uma experiência surpreendente.

publicidade

Localizado ao norte da África, o deserto do Saara é o segundo maior deserto do mundo, perdendo apenas para Antártica. Possui mais de 9 milhões de quilômetros quadrado de superfície e faz parte do território de 11 países: Marrocos, Chade, Líbia, Egito, Níger, Saara Ocidental, Tunísia, Argélia, Mali, Mauritânia e Sudão. O nome Saara é a transliteração da palavra árabe que, literalmente, significa deserto.

A vida no deserto do Saara  – uma vida de extremos

Apesar do ambiente hostil à vida humana, supõe-se que há cerca de 2,5 milhões de habitantes nas regiões do deserto longes das áreas urbanas, principalmente nos oásis, pequenas ilhas de vegetação formadas devido ao afloramento de águas dos aquíferos Ghardaia, Timimoun, Bahariya, Siwa e Kufra.

publicidade

Infelizmente, esse número carece de fontes claras e atualizações, pois descobrir o Saara e as populações que fazem dele o seu lar não é uma tarefa nada fácil. Além dos árabes presentes na região, incluindo centros urbanos, há uma enorme diversidade de etnias na região saariana: beduínos, tuaregues, povos do Chade, mouros, reguibates, nefusos, berberes, berabish, maures e diermas.

publicidade

Fotos incríveis do Deserto do Saara

O Deserto do Saara é oficialmente o segundo maior deserto na terra e o primeiro quando o assunto é deserto mais quente.

Tem sua localização ao norte da África com um total de área 9.065.00 km², algo que gire em torno de comparação a Europa conhecida e também a área dos EUA.

Tem sua extensão bem maior do que muitos países que aqui se localizam como o próprio Brasil, Índia e Austrália. Esse deserto faz parte dos seguintes países conhecidos:

  • Tunísia;
  • Argélia;
  • Sudão;
  • Burkina Faso;
  • Senegal;
  • Chade;
  • Níger;
  • Egito;
  • Mali;
  • Líbia;
  • Mauritânia;
  • Saara Ocidental;
  • Marrocos.

Com mais de 9 milhões de quilometros quadrados, o Saara é o maior deserto quente do mundo, e o segundo maior deserto da terra, perdendo apenas para a Antartica.

E por mais que seja um deserto, há cerca de 2,5 milhões de pessoas que lá habitam.

Deserto Saara – Clima e Animais

Quem vê o clima assim não imagina que lá já foi mais ameno e também detentor de grandes florestas tropicais. Estudos nesse sentido inclusive determinou que o rio Nilo corria antigamente para o Oceano Atlântico e não para o Mar mediterrâneo.

Bastou uma inclinação a mais na terra para que os graus se elevassem e a temperatura secasse dessa forma. Ainda assim, com o clima árido, vemos a presença de fauna com dromedários e cabras, que são considerados animais que sobrevivem predominantemente nessas condições.

Por sua capacidade, o dromedário é o animal preferido dos grupos nômades. Outro animal presente é o escorpião Leirus Quinquestriatus que pode chegar a 10 cm. A cobra do deserto Saara é conhecida pelo nome de Cerastes que tem por sua média, algo em torno de 50 cm de comprimento.

Atualmente, o deserto Saara conta com a temperatura média de 50 graus Celsius, podendo chegar até 53 graus nas tardes, por volta de uma hora da tarde. É comum que os ventos soprados do nordeste formem verdadeiros moinhos de areia.

 

Tadrart Acacus

Laghi di Ubari

Como vivem os povos do deserto do Saara

Alguns destes povos tornaram-se sedentários – não são mais nômades – há centenas de anos e possuem costumes diferentes e particulares. Uma esmagadora maioria é mulçumana e o árabe é o idioma oficial em muitos países saarianos, mas muitos povos do deserto são falantes de línguas berberes; estima-se que 26 línguas constituam este grupo linguístico, com cerca de trezentos dialetos. No entanto, os idiomas berberes estão desaparecendo devido à adoção cada vez mais frequente da língua árabe. Outro ponto que provavelmente contribui para este desaparecimento é que a forma escrita desses idiomas é pouco conhecida e quase inutilizada.

Mesmo a vida animal é escassa nas areias; a fauna da região é composta basicamente por escorpiões, lagartos, cobras, e alguns antílopes adaptados às condições desérticas, além de dromedários e rebanhos de cabras pastoreados por nômades e moradores dos oásis. A vegetação, com exceção do vale do Nilo, é praticamente nula, existindo apenas algumas gramíneas que sobrevivem ao calor intenso. Nos oásis, o cultivo de tâmaras e algumas frutas é fundamental para a sobrevivência dos habitantes, além da caça e da confecção de pães.

Outra curiosidade é que no território do Saara foram encontrados inúmeros fósseis de dinossauros, animais e resquícios de civilizações antigas que passaram por ali. O deserto possui uma riqueza arqueológica importantíssima para entender a evolução da Terra ao longo dos últimos milênios.

Visitar o Saara pode não ser o sonho de viagem mais comum, porém, pode ser a mais desafiadora e transformadora para os viajantes que se arriscarem.

Mas para se proteger do sol e do calor, afinal, são 300 dias ensolarados por ano, seguir o exemplo dos beduínos e os tuaregues do deserto é o primeiro passo: eles usam túnicas longas e largas para, além de evitar queimaduras na pele, permitem que o ar circule em volta do corpo. Outro aspecto importante da vestimenta é que roupa comprida também serve para as noites assustadoramente frias. Turbantes e véus também ajudam a se proteger dos fortes ventos.

Deserto do Saara além do mundo de areia

E quem pensa que o Saara é feito apenas de dunas de areia está bem enganado. Há várias características desérticas bem peculiares em toda sua vastidão.

Só na região do Egito temos o White Desert, uma imensidão de areia branca com belas formações rochosas esculpidas pelo vento.

O Black Desert, nesta região a terra é coberta por pedras pretas muito semelhantes ao carvão; o Crystal Mountain, uma região montanhosa formada por rochas cristalinas e o Great Sand Sea, literalmente, o grande mar de areia. Nesta última região, encontramos a imagem que pensamos quando falamos do Saara: dunas e dunas de areia que se alteram a todo o momento. O mais interessante dessa área é que você nunca verá o mesmo deserto duas vezes! E a vista é de encher os olhos. Além disso, você tem a oportunidade de fazer sandboard, uma espécie de “esqui na areia” pelas dunas do Saara.

Experiência – Dormir no deserto do Saara

Dormir no deserto também pode ser uma experiência pra lá de alucinante. Alguns tours oferecem a oportunidade de acampar numa tenda beduína sem cobertura. O céu limpo e infinitamente estrelado com certeza será uma visão de tirar o fôlego, com um nascer do sol igualmente encantador.

Mas para encarar tudo isso, é importante lembrar, são necessárias paciência e disposição, afinal, são horas e horas de viagem de carro e alguns dias visitando oásis. Mas nada muito estressante. Nos vilarejos há água encanada e quente para se tomar um bom banho, além de acomodações confortáveis para descansar. O contato com o verdadeiro povo do deserto também te fará repensar em toda a sua experiência de vida.

A aventura no deserto como uma forma de autoconhecimento

A aventura é surpreendente e inesperada neste território cru e selvagem. Mas a recompensa é tão grande quanto o próprio Saara.

Ter a experiência de encontrar a imensidão do deserto é, sem dúvidas, uma das mais inigualáveis situações que o ser humano pode viver, porque estar ali é ter certeza que a vida pulsa em meio ao caos, nos extremos e no vazio do deserto.

Conhecer culturas rústicas e ao mesmo tempo tão fortes; conhecer pessoas que parecem nem existir em nossos mapas, mas ao mesmo tempo tão  vivas e antigas; conhecer o valor do Saara para tudo o que ele representa é um dos presentes do deserto. Mas o maior presente é conhecer a si mesmo.

Nada como um lugar tão vasto e inóspito para poder olhar para dentro e descobrir que no mundo sempre haverá um lugar para você, mesmo que seja no deserto. Que por mais que a areia, o clima oposto de todos os dias, a busca pela água e o exercício de paciência de encarar todo o vazio, formam as mais incríveis manifestações de vida. A vida que explode na areia.

publicidade

Um comentário sobre “Conheça toda a beleza do Deserto do Saara – Fotos incríveis

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *