Lugares para você conhecer em 2017

Lugares para você conhecer em 2017
Rate this post

Conhecer lugares diferentes é sempre estimulante; a descoberta do novo aliada as surpresas do desconhecido inspiram sempre grande histórias.  Serras, praias, monumentos históricos, cidades agitadas, cidades pacatas, não importa como, onde e o porquê. Sem dúvidas, viagens e rumos diferentes energizam a alma e nos deixam lembranças eternas.

Para além disso, sabemos que começar um ano recarrega as energias, faz refletirmos sobre o ano anterior, pensar novamente nos objetivos, acrescentar, retirar, complementar a lista de desejos não cumpridos, poupar uma grana… Conhecer pessoas até então desconhecidas, planejar uma viagem sozinho ou com os amigos.

publicidade

É pensando em tudo isso que preparamos uma pequena lista com 5 novos lugares em todo o mundo para você ir procurando, planejando e já ir preparando as malas para no ano de 2017 cair mundão afora!

1 – Ilha de San Andres (Colômbia)

Ilha de San Andres

Ilha de San Andres

Dona de paisagens dignas de um paraíso natural, a Ilha de San Andres na Colômbia, apesar de pouco conhecida e de não estar na lista dos lugares mais preferidos de viagens, não perde nada para cidades muito visitadas como Cancun.

publicidade

A maior ilha do arquipélago carrega um clima tropical e uma culinária irresistível. Para não dar bobeira para a chuva, é aconselhável a visitação, nos meses destinado as férias escolares como: Dezembro e Janeiro/ Julho e  Agosto, apesar do clima ser quente e constante, são nesses meses que a combinação sol e praia são garantidas.

Para quem curte mergulhar, seu incrível mar de sete cores – um mar praticamente resultante das variações da paleta de cores do azul –  realmente pode impressionar. Além disso, o acolhimento aos turistas, a diversidade de seu povo e o preço acessível são outro diferencial na hora da escolha.

publicidade

2 – Paraíso Perdido (Brasil, Capitólio, Minas Gerais)

Paraíso Perdido

Paraíso Perdido

Realmente perdido no coração de Minas Gerais, próximo do Parque Nacional da Serra da Canastra, o Paraíso Perdido, é um presente da natureza para a humanidade. Localizado na MG – 050, quase na divisa do Estado de São Paulo, passando por Passos e adquirindo bastante visitantes do interior de São Paulo, o lugar é um acoplado de cachoeiras e piscinas naturais, capaz de relaxar qualquer ser humano.

Descoberto nas imediações do Lago de Furnas (Capitólio), o acesso de carro até a área é bem orientado com placas e sinalizações e hoje já existem inclusive empresas de viagens organizadas guiando até o local, contudo as trilhas sinuosas e as pedras escorregadias requer um certo preparo físico do visitante, a extensa subida das cachoeiras, cascatas e paredões são verdadeiras surpresas e todo o esforço compensa a paisagem.

O local possui vários campings para quem gosta de ter o contato com a natureza bem próximo, confira neste link um pouco sobre acampar em Paraíso Perdido.

Restaurante do Turvo:

Um pouco antes da ponte do Rio Turvo, no munícipio de Capitólio – MG, aproximadamente 11 km do Paraíso Perdido, temos o restaurante do Turvo, também localizado na MG-050, o restaurante reúne o melhor da cozinha mineira somado a um ambiente acolhedor e familiar.

O restaurante em questão é uma boa pedida para quem está afim de se aventurar por Minas Gerais. Conhecido pela preparação do melhor peixe desossado da região, o restaurante é um ótimo lugar para repor as energias gastas nas cachoeiras do Paraíso Perdido.

3 – Cidade do Cabo (África do Sul)

Cidade do Cabo

Cidade do Cabo

A beleza encantadora desse lugar vem para desmitificar a ideia equivocada que a mídia nos passa da África. Localizada ao sul do continente africano, a Cidade do Cabo, uma das mais populosas da África do Sul carrega além de paisagens charmosa, muitas histórias.

Seu principal patrimônio cultural e histórico, a Table Mountain (Montanha da Mesa), um gigante paredão de mais de 1000 metros de altitude, em que acreditam proteger a cidade dos ventos oriundos do Ocidente, fora considerado uma das setes maravilhas naturais.

O clima ameno e as estações do ano bem definidas favorecem a escolha da viagem. Além disso, outro fator importante e que inclusive movimenta o turismo nacional é que a cidade mostra uma diversidade e singularidade ímpar. Seja nas variadas montanhas, em sua área portuária badalada por bares e restaurantes, suas praias repletas de pinguins, focas, baleias e tubarões. A cidade do Porto, é uma sugestão incontestável, para quem quer pluralidade na hora da escolha.

4 – Cambará do Sul (Brasil, Rio Grande do Sul)

Cambará do Sul

Cambará do Sul

Cambára do Sul, uma pacata cidade do Rio Grande do Sul, recebeu destaque após ser cenário da minissérie global “A Casa da Sete Mulheres”, a genuína paisagem gaúcho a céu aberto, com o tempo vem ocupando espaço na lista dos viajantes e trazendo cada dia mais pessoas para esta pequena cidade.

Berço do Parque Nacional Aparados da Serra, o local conta um dos maiores cânions do país, motivo de orgulho e admiração. Com um dos climas mais baixos no inverno, Cambará ainda é escolha certeira para quem quer a comodidade e o aconchego da serra.

Contudo, a cidade também desperta os corações dos aventureiros, sua imensidão de vales, cachoeiras, trilhas e sua diversidade de fauna potencializam o turismo de aventura.  Arvorismo, tirolêsa, excursões ecológicas e rapel estão dentre as atividades realizadas na cidade.

5 – Choquequirao (Peru)

Choquequirao

Choquequirao

Choquequirao no Peru, carrega um enorme peso de requinte e de história para o Império Inca (sucessão de civilizações andinas), mesmo sem ser tão prestigiado quanto Machu Picchu. Ela foi considerada pela Lonely Planet, que é a maior editora de guias de viagens do mundo, como o primeiro destino para viajar de 2017.

Como diz seu próprio nome, Choquequirao significa berço de ouro, realmente podemos dizer que os nativos da cidade são grandes sortudos em já nascer ricos em cultura e beleza natural.

Tal como Machu Picchu, o que acaba por atrair os turistas são os clássicos símbolos incas: a exuberância dos seus templos, a astronomia e sua inigualável arquitetura.  Afinal, segundo dados, Choquequirao foi esculpida pelos povos Incas a 3.085 metros de altitude e seria a casa dos incas rebeldes.

Além disso, o turismo idealizado pela cidade é conhecer atrativos turísticos de Cusco, focados mais no turismo de aventura, ou seja para quem deseja percorrer o extensos caminhos, o condicionamento físico deve ser levado em consideração.

As maravilhosas ruínas parecem ser quase impossíveis de ser percorridas, contudo  o programa de Turismo oferece uma espécie de tour que realiza um passeio afim de desfrutar a riqueza da natureza ali presente.

 

publicidade

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *